Campinas

 

Bem vindo a Campinas!

CAMPINAS, São Paulo, Brasil

HISTÓRICO

--------Aberto o caminho dos Goiases entre 1721/30, instalou-se, entre Jundiaí e Mogi-Mirim, um pouso para descanso dos tropeiros que rumavam para ou retornaram de Goiás e Cuiaba. Este pouso ficou conhecido como "Campinas do Mato Grosso", em razão da existência de três campinhos em meio a densa mata.

O povoamento da região de Campinas, deu-se a partir de 1739, com a chegada de Barreto Leme, que fundou um povoado rural.

Em 1772, os habitantes do bairro alegando a falta de assistencia religiosa, so possivel em Jundiaí, iniciaram um movimento no sentido de conseguir licença para construção de uma capela.

A 27 de maio de 1774, o governador da Capitania de Sao Paulo, Morgado Mateus outorga a Barreto Leme, o título de "fundador, administrador e diretor" do núcleo urbano a ser fundado. No mesmo dia, o capitão general, em outro ato determinou a medida das ruas e das qua- dras, assim como, a colocação das casas nas mesmas. Foi este o primeiro "plano urbanistico" de Campinas.

Logo a seguir, a 14 de Julho de 1774, Frei Antonio de Padua, primeiro vigário da paroquia, rezou a missa, inaugurando assim, a capela provisória. Com isto instalou-se a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição e fundou-se a povoação. A partir da segunda metade do seculo XIX, o município começa adquirir sua identidade sócio-econômica, que se processa com o desenvolvimento da industria acuçareira, seguido da cultura do café, riquezas estas que possibilitaram o crescimento de Campinas.

Quando foi fundada, em 14 de julho de 1774, por Barreto Leme, Campinas nao passava de uma vila. Tinha cerca de dois mil habitantes e sobrevivia basicamente da lavoura canavieira e indústria acuçareira. Em 1830 o café passou a ser a base da economia da região, com a existência de 117 fazendas. Aos poucos os imigrantes europeus foram substituindo a mão-de-obra escrava, e o setor terciário, como o comércio, foi se desenvolvendo, criando condições para o crescimento industrial no final do seculo 19.

Hoje Campinas é uma das cidades que mais cresce no interior do Estado. Tem cerca de um milhão de habitantes e uma renda percapta de US 5.800 dolares, segundo estimativa da Secretaria Municipal de Planejamento.

Como todo grande centro, não perdeu de vista a prestação de serviços e a proposta de dar boa qualidade de vida a seus habitantes, acompanhando as novas tendências de mercado.

Campinas é geralmente apontada como uma terra de tradições. Coisa do seu passado, não se demora entretanto, na contemplação dos feitos de seus filhos, os quais durante dois séculos, trabalharam para construir uma grande cidade e se destacaram a impulsionar a economia paulista e lançar as bases do sistema ferroviário que conquistou as melhores terras para o café, trazido do Vale do Paraiba.

Esse passado glorioso, a gente campineira procura honrar, trabalhando para o futuro. Aqui a escolas de todos os graus, inclusive as suas Universidades, estão abertas para servir a São Paulo e ao Brasil. A sua rede hospitalar e procurada por brasileiros de todos os Estadas. A indústria em expansão e seu ativo comércio oferecem a São Paulo e ao país, notável contribuição.

A excelência dos serviços públicos concorre também para tornar Campinas uma cidade magnífica, onde se pode morar com conforto. Por isso somos uma cidade feliz, recebendo com alegria todos aqueles que nos visitam e apreciam a moderna arquitetura que roubou a cidade seu aspecto colonial. Nas ruas é marcante a presença da mocidade estudioso e no placidez dos bairros, jardins eternamente floridos enfeitam as residências, mesmo as mais modestas. Esses são aspectos característicos de Campinas, a despertar a atenção dos visitantes, que se deliciam no Bosque dos Jequitibas ou contemplam a grandiosidade da cidade do alto do Castelo.

Queremos que nos visitem, pois mais frequente mente poderemos oferecer a hospitalidade da boa gente campineira. E que o visitante aqui se encontre como em sua terra natal, porque Campinas orgulha-se em ser um pedaço de São Paulo, a serviço do Brasil.

VISITE AQUI/CLICK HERE Passeios em Campinas & distancias rodoviarias

Tendências

Qualidade, tecnologia, respeito, conforto e atensção. Estas são as exigências do consumidor moderno, que hoje e bem informado, seletivo e em condições de exercer seus direitos de escolha cidadania. Enfim, uma pessoa que não se contenta mais com bons preços apenas. Para atender este consumidor, surgem novos tipos de comércio e a prestação de serviaços e cada vez mais constante. A exigência deixou de estar somente entre as pessoas com alto poder aquisitivo e as indústrias e o comêrcio criam a cada dia novas tecnologias para contentar clientes das mais diversas classes sociais.

A grande concentração de renda entre a minoria da população brasileira obrigou o comércio e a industria a se preocuparem mais com a qualidade e produtos de alto valor. O economista da área de conjuntura do Seade (fundacao Sistema de Análise e Dados), Paulo Borges Lemos, cita como exemplo a explosão na compra de carros importados. "Por outro lado, a indústria automobilistica nacional começa a atender um público como menor poder aquisitivo, fabricando veículos mais baratos com conforto e qualidade-os carros populares", a firma Borges Lemos, acrescentando que o comércio e a indústria hoje estao se adaptando a todos os tipos de consumidor.

HISTORIC FEATURES

After the trail of the Goiases was opened from 1721 to 1730, between Jundiai and Mogi , Mirim, it was settled a resting place for the caravans going and coming from Goias and Cuiaba. This place was know as "Campinas do Mato Grosso' because "Campinas" means fields, and there were three small fields in the middle of the thick jungle. In 1739, Barreto Leme, founded a rural village and the region of Campinas started to grow. In 1772 the inhabitants of the village, claiming the lack of religious assistance, whick was only possible in Jundiai started a movement to get a licence to build a Chapel.

On May 27th, 1774, General Morgado Mateus, the Governor of the "Capitania de Sao Paulo" gives to Barreto Leme the title of "founder, administrator and director" of the urban nucleus to be founded. At the same day, the captain general sttled the measuere of the streets and blocks as well as the position of houses on them. This was the first urban plan for Campinas.

Soon after, Priest Antonio de Pádua celebrated a mass on July 14th, 1774, thus inaugurating the temporary chapel. This act marked the foundation of "Freguesia de Nossa Senhora da Conceição".

From the second half of the XIX century, the town begins to have a social-economic identity assured by the development of sugar cane industries, known as "engenhos", as well as the coffee plantations.



Esta página é de autoria completa do

WALTER MORALES,

um Campineiro que mora nos States...

para contata-lo, use os links a seguir

Meet Walter / Write to Walter

Walter Morales PAGES- ©1996


Esta página é mantida por Andres Segal qualquer dúvida basta entrar em contato comigo.